Páginas

3 de out de 2011

FILHOS DE FAMOSOS PORTADORES DE SÍNDROMES DIVERSAS




-O MODO COMO OS PAIS ENCARAM O PROBLEMA CONTA MUITO NA OPINIÃO PÚBLICA

-A REALIDADE DEVE SER ACEITA COM RESIGNAÇÃO









Com vistas ao tema escolhido, quero aqui ressaltar que ninguém está pretendendo falar mal de quem quer que seja. Uma vez  sabido que em se tratando de famosidades a curiosidade tende a se aflorar cada vez mais, a categoria, vinda de formador de opinião o que não deixa de nos dar sempre uma proveitosa lição.

Se quisermos inteirar de tais situações, acima de tudo, pretendemos aprender e, sobretudo considerar, ainda mais, quando se diz  respeito a um deficiente que mesmo diante da condição a que lhe assiste não está descartada a possibilidade de se incluir em comum com a população.
                                                                                                  
OS CAÇULAS GÊMEOS DO CASAL ANGELINA JOLIE E BRAD PITT-  Knox e Vivienne, teriam uma síndrome que aparenta os sintomas da síndrome de dawn. De acordo com a revista Star desta semana a publicação traz logo  na matéria da capa o assunto que diz que ambas as crianças de dois anos, são diferentes dos manos quando tinham a mesma idade. Os gêmeos, com menos desenvoltura não assimilam bem as palavras nem identificação das coisas além de confundir nomes etc.
Ademais, a mamãe Jolie já teria se irritado com um empregado prosa-ruim, que a fizera essas observações, desrespeitando-a como patroa. Certamente.

RAFAELA JUSTUS, 2 ANINHOS, filha de Ticianne e Roberto Justus pode ter síndrome de Crouzon. Parece ter as características pertinentes, como deformidade do crânio, olhinhos para fora e ou afastados, queixo para frente,  lábio superior curto...
Especulado por estudiosos em maior profundidade o caso em pesquisa tivera como princípio básico as próprias fotos deixadas evidentes nas manchetes, alguns, comprovantes genéticos acentuados. A opinião pública, por outro lado,prefere acreditar na possibilidade de outra  identificação física com a síndrome de Apert.
Com alterações no esqueleto e crânio embora de rara incidência a Síndrome de Apert é um defeito genético e faz parte das quase 6000 síndromes genéticas conhecidas. Tanto pode ser herdada de um dos pais ou pode ser uma mutação nova. Também caracterizada pela má formação específica do crânio, terço médio da face, mãos e pés, além de diversas alterações funcionais que variam de indivíduo parta indivíduo.
                                                                            
SÍNDROME DE KAWASAKI foi a síndrome que acometeu o filho de John Travolta, Jett Travolta,  morto em 2009 depois de bater a cabeça em conseqüência de ataque resultante do referido mal.
O filho de Backstreet Boy, o pequeno Baylee também sofre da doença e vem  amargando entre os acometimentos a artéria coronária abaixo da normal.      

EX- JOGADOR ROMÁRIO tem na filha caçula, portadora de Síndrome de Daw, a sua razão maior de viver. No Dia Internacional da Síndrome de Daw, Romário foi entrevistado numa Emissora de Televisão onde declarou o orgulho incondicional que nutre pela filha Ivy de 6 anos.Declarou ter sido radical à  mudança da sua vida depois que a sua filha nasceu. A Síndrome de daw é responsável pela alteração cromossomica21 (Em vez de 3). O carro chefe da campanha de Romário para deputado foi a causa da filha, que ora abraça.
Em contrapartida nem tudo está perdido.Há quem enxergue  em BILL GATTES sinais de síndrome de ASPERGER, uma forma branda de altuismo. Dizem que quem consegue lidar com tal distúrbio pode-se tornar um profissional brilhante.

4 comentários:

  1. Não stou vendo nada na Rafinha filha do casal Justus.Ela é a cara da mamãe Ticiane.

    ResponderExcluir
  2. É verdade. A aceitação conta muito.Eu enxergo Romário com sua Ivy muito normalmente, ao contrário de outros que ficam fazendo surpresa com um fato que muito normalmente acontece no mundo.

    ResponderExcluir
  3. Filhos são filhos amamos desde do primeiro momento, e ama-los não e obrigação e sim o prazer de telos ao nosso lado.

    ResponderExcluir
  4. Filha do empresário Roberto Justus e da apresentadora Ticiane Pinheiro, Rafaella sempre sofreu boatos de que tinha uma síndrome genética. Os pais negavam qualquer problemas de saúde, mas, recentemente, Justus contou ao jornal Folha de São Paulo que sua filha fez cirurgia para corrigir uma estenose crânio-facial, que é uma má formação óssea do crânio.

    Assim como Rafaella, outras crianças também passam pelo mesmo problema. A estenose crânio-facial, ou cranioestenose, é diagnosticada logo após o nascimento e normalmente aparece com as síndromes de Crouzon (doença genética caracterizada por alterações congênitas na face e no crânio) e de Apert (doença genética caracterizada pela malformação do crânio, além de diversas alterações físicas e mentais), mas também pode surgir em crianças que não apresentam nenhuma síndrome.

    "O crânio do adulto é uma peça completa. Já o da criança tem varias placas ósseas soltas, como se fosse um quebra-cabeça. A separação entre essas peças é chamada de sutura e a estenose ocorre quanto há um fechamento precoce dessas suturas", explica o especialista em assimetrias cranianas Gerd Schreen, da clínica Cranial Care.

    Cirurgia é necessária?
    Nem todas as crianças precisam passar por um processo cirúrgico. "Há cranioestenoses simples, quando uma das suturas se fecha antes do tempo e não precisa ser operada, e cranioestenoses complexas, como a da Rafaella, em que várias suturas se fecham precocemente. Nesse último caso, é preciso fazer cirurgia para corrigir a estética", afirma o neuropediatra Paulo Breinis, do Hospital Infantil Sabará, em São Paulo.

    De acordo com Breinis, as crianças que apresentam cranioestenose normalmente têm o "formato de crânio alongado e olhos rasos" e devem fazer a cirurgia antes dos seis meses de idade. "Quanto mais rápido for feito o processo cirúrgico, mais chances de ter resultados satisfatórios".

    Durante a cirurgia, os médicos abrem as suturas e fazem a remontagem dos ossos da cabeça e da face.

    Em alguns casos mais comuns e menos graves, as crianças podem apresentar plagiocefalia posicional, que também é uma assimetria do crânio. "Muitas mães podem ficar angustiadas ao ver uma assimetria no crânio de seus filhos. Mas muitas deformidades podem ser corrigidas com órtese craniana, uma espécie de capacete que deve ser usado de três a quatro meses e corrige o problema para o resto da vida", conta Gerd.

    ResponderExcluir